Assassin's Creed - Origins Jogo para PS4, PC e Xbox

Assassin’s Creed Origins, o jogo do Egito

Assassin’s Creed Origins é um jogo eletrônico de ação-aventura produzido pela Ubisoft Montreal e publicado pela Ubisoft. É o décimo titulo principal da serie Assassin’s Creed e tem lançamento previsto a 27 de Outubro de 2017 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One.

A história decorre no Reino Ptolemaico no Antigo Egito e fala de Bayek, um medjai, que trabalha para proteger o seu povo de ameaças. O enredo serve como inicio para a serie, mostrando as origens da luta entre os Assassinos que desejam a paz através do livre arbítrio e os Templários, que têm o mesmo objetivo mas através da ordem. Similar aos antecessores, Origins é jogado numa perspectiva de terceira pessoa e os jogadores podem livremente explorar o Egito.

Jogabilidade

Assassin’s Creed Origins é um videojogo de ação-aventura com elementos de ação furtiva numa perspectiva de terceira pessoa. Apesar de alguns aspectos similares, como o uso de parkour, Origins apresenta várias novidades e mudanças em relação aos jogos anteriores da serie. De acordo com o produtores o mapa do Egito tem aproximadamente o tamanho do mapa de Assassin’s Creed IV: Black Flag, e inclui as cidades de Mênfise Alexandria. Os jogadores controlam Bayek, o protagonista, e com ele têm de completar vários objetivos/missões para progredir na historia, fora isso são livres para explorar o mapa a pé, cavalo, camelo ou de barco.

Origins não tem muitas estruturas para escalar mas continua a apresentar os chamados “pontos de sincronização” (view points), usados não para revelar o mapa, mas desbloqueia-os como pontos de viagem rápidos, ao mesmo tempo que marcam possíveis objetivos e outros locais de interesse. O jogo tem um novo sistema de luta e inclui combate naval, exploração submarina e túmulos com puzzles. Também existe vida selvagem como crocodilos ou hipopótamos, que podem atacar. Eventualmente o jogador poderá doma-los, ajudando Bayek no combate ate morrerem.

Ao contrario dos jogos anteriores em que os jogadores usavam a chamada “eagle-vision” para terem um vislumbre daquilo que os rodeia, em Origins Bayek pode usar Senu, uma águia-de-bonelli, para o ajudar a perceber a área onde se encontra, encontrar objetivos e inimigos ou ate mesmo distrai-los atacando-os do céu. De acordo com os produtores o uso da águia foi uma forma de retirar o mini-mapa visto nos jogos anteriores.

Assassin’s Creed Origins tem um sistema de inventario influenciado por jogos do género role-playing game. Cada arma tem as suas próprias estatísticas e características, e os jogadores podem melhora-las e criar outras com o material que vao encontrando pelo mundo, incluindo bombas de fogo, nuvens de veneno e armadilhas. Baek pode fazer uso de várias habilidades ao longo do decorrer do jogo, desbloqueadas através de uma “árvore de pericias” (skill tree) dividida em tres categorias: Hunter, Warrior e Seer, em que cada uma reflecte uma diferente forma de jogar e cobre diferentes funcoes.

Origins introduz um sistema de combate baseado numa Arena, em que o jogador combate contra hordas de inimigos que vão aumentando a dificuldade a medida que o jogador progride, culminando numa combate contra um chefe. A Arena é apresentada durante o decurso da historia mas pode acedida em qualquer altura fora da narrativa. Ao completar combates na Arena o jogador desbloqueia armas e equipamento.

Similar ao antecessor, Assassin’s Creed SyndicateOrigins não tem qualquer componente multijogador.

Sinopse

A história de Assassin’s Creed Origins ocorre durante o Reino Ptolemaico, no período em que Cleópatra ascende ao trono em 49 a.C., e centra-se em Bayek, o último dos medjai, depois deste ter partido da sua terra natal, a vila de Siwa, em perseguição de um mistério. A sua aventura irá levá-lo a atravessar o Antigo Egito e por conseguinte vai ter um papel decisivo no nascimento da Irmandade dos Assassinos. A história conta a origem entre a luta dos Assassinos, que lutam pela paz promovendo a liberdade, e a Ordem dos Anciãos — percursores dos Templários — que desejam a paz impondo a ordem.

Tal como os jogos anteriores, Origins inclui elementos da história nos tempos modernos, que se contam durante o decurso do jogo.

Produção

A produção de Assassin’s Creed Origins começou no inicio de 2014, depois de terminado Assassin’s Creed IV: Black Flag. Ubisoft Montreal é o estúdio que lidera a produção de Assassin’s Creed Origins e no essencial a equipe é composta pelas mesmas pessoas que criaram Black Flag. Ubisoft Sofia, Ubisoft Singapore, Ubisoft Shanghai, Ubisoft Chengdu, Ubisoft Bucharest, Ubisoft Kiev e a Sperasoft também estão a colaborar na produção do jogo. As primeiras informações sobre Origins, na altura com o nome Assassin’s Creed Empire, foram vistas na Internet em janeiro de 2017, mostrando várias imagens de um personagem num barco e em frente de uma cave.

Assassin’s Creed Origins foi anunciado oficialmente a 11 junho de 2017, durante a conferencia de imprensa da Microsoft na E3 2017. Esta a ser produzido com o uso da nova atualização do motor AnvilNext. A música está a ser composta por Sarah Schachner, que já tinha trabalhado em Black Flag e Assassin’s Creed Unity.

Lançamento

Assassin’s Creed Origins tem lançamento previsto a 27 de Outubro de 2017 para Microsoft Windows, PlayStation 4 e Xbox One. Em julho de 2017 a Ubisoft revelou que Assassin’s Creed Origins ira ter vários livros relacionados com o jogo: Desert Oath, um romance escrito por Oliver Bowden que já tinha escrito vários livros Assassin’s Creed; uma serie de banda desenhada escrita por Anne Toole, com desenhos de artistas da Ubisoft e publicada pela Titan Comics; um livro intitulado A Arte de Assassin’s Creed Origins e o Guia Oficial publicado pela Prima Games.

Conteúdo adicional e edições especiais

Em Outubro de 2017 a Ubisoft confirmou o “Season Pass” (Passe de temporada) de Assassin’s Creed Origins para todas as plataformas, e inclui duas expansões para o modo historia, ‘The Hidden Ones’ e ‘The Curse of the Pharaohs’, os pacotes ‘Roman Centurion’ e ‘Horus’, uma “arma rara” e 500 créditos adicionais. Para alem disso foi anunciado também que o jogo iria disponibilizar conteúdo gratuito após o lançamento incluindo ‘Trials of the Gods’, onde os jogadores lutam contra deuses egípcios, o Bazar de Nomad, o modo Fotografia, o modo Horde, em que os jogadores tem de lutar contra ondas de inimigos e o Discovery Tour, um modo educativo que permite explorar o Antigo Egito através de visitas guiadas conduzidas por historiadores e egiptólogos.

Foram reveladas várias edições especiais para Assassin’s Creed Origins incluindo a Deluxe Edition, a Gold Edition, a Gold Steelbook Edition, a God’s Edition, a Dawn Collector e a Legendary Collector.

Amante de jogos digitais e estudante de Marketing, criei esse site para compartilhar toda a minha experiencia em games com as novas gerações.