Review: A Way Out, Imagina Juntos!

Review: A Way Out, Imagina Juntos!

A Way Out é um jogo de ação da Eletronic Arts para Xbox OnePS4 e PC. Nele, você controla uma dupla de criminosos junto a um amigo em uma campanha toda cooperativa. Mas será que a proposta ousada deu resultado? Confira o nosso review completo:

Unidos pelo crime

No game você assume o controle de Leo ou Vicent, dois criminosos que se conhece na prisão, e o destino acaba entrelaçando seus caminhos. Juntos, precisam a todo momento agir de uma forma cooperativa para solucionarem problemas ocasionais, traçarem planos e cumprirem os seus objetivos.

Anthem, Detroit e mais: veja os jogos de aventura mais esperados de 2018

Review: A Way Out, Imagina Juntos! 1

O enredo pode ser um pouco clichê para os acostumados a jogos e filmes que envolvem tramas com fugas de prisão e roubos coletivos. Entretanto, a forma com que a narração é apresentada deixa sempre um ar de curiosidade, já que a toda hora há flashes de diálogo que, aos poucos, revelam a personalidade de cada protagonista e alguns motivos que os fizeram seguir aquele caminho.

Os momentos em que você e seu aliado precisam decidir o que fazer também são interessantes. As deliberações afetam os rumos da história, o que pode te atiçar a refazer as situações e descobrir consequências alternativas.

Cooperativo nostálgico que caiu como uma luva

A proposta principal de A Way Out é ser totalmente cooperativo. Em outras palavras, é impossível virá-lo sozinho. Aqueles que adquirirem o título, podem dar uma versão dele para que um amigo participe da jogatina junto.

Review: A Way Out, Imagina Juntos! 2

Escolhendo entre Vicent e Leo, os jogadores ficam refém um do outro. Isso acontece desde coisas simples, como auxiliar na subida de um muro, até decisões que alteram diretamente no desenrolar do enredo – como já falamos mais acima.

Para os mais antigos, A Way Out é uma viagem ao passado, onde os videogames limitavam a jogatina com duas ou mais pessoas para o mesmo videogame. As TVs de hoje em dia – cada vez maiores e “mais wides” – fazem com que o processo de dividir a tela não comprometa a jogabilidade.

É possível afirmar que jogar com outra pessoa no mesmo console seja mais divertido do que online. O jogo provoca uma interação a todo momento, decidindo quando será o próximo passo e ajudando o companheiro com a sua tela em determinados casos. Um exemplo é quando é preciso desprender um vaso sanitário dentro de uma cela, enquanto seu aliado precisa vigiar a movimentação dos guardas no corredor.

Review: A Way Out, Imagina Juntos! 3

Dessa forma, A Way Out se destaca usando um elemento que, curiosamente, vem sendo descartado cada vez mais. Que a iniciativa sirva de exemplo. Afinal, não são todos que podem usufruir de uma jogatina cooperativa online, já que muita gente ainda gosta de compartilhar esses momentos – literalmente – lado a lado com seus amigos.

Um visual com pequenos deslizes

O visual do game não beira o realismo de boa parte dos títulos de atualmente. Em diversas situações, há muito o que se destacar da aparência de A Way Out, como nas cenas de perseguições na floresta, fugas pela cidade e passagens pela prisão. Entretanto, elas acabam abafadas por um ar simples em outros elementos.

Boa parte dos personagens possui traços cartunescos, além dos coadjuvantes serem bem parecidos uns com os outros, o que chega a confundir em alguns momentos. Já quando a câmera dá detalhes mais próximos, é possível notar um acabamento com menos caprichos em estruturas e elementos do cenário. Mas, reforçando, não é nada que doa aos olhos e que comprometa diretamente o andamento do jogo.

Review: A Way Out, Imagina Juntos! 4

Ausência de outros modos

Não que esse seja um grande problema, mas A Way Out traz uma proposta tão certeira, que poderia ser explorada de outras formas. Ao terminar o único e principal modo, A Campanha, para muitos jogadores a sensação é de dever cumprido, já que, mesmo tendo se divertido por horas, dificilmente eles irão topar fazer tudo novamente.

Talvez um modo multiplayer em que é preciso agir cooperativamente para vencer, ou uma caça ao tesouro, poderiam agregar conteúdo e fazer com que o título não volte para a prateleira da sala mais rápido do que deveria.

Review: A Way Out, Imagina Juntos! 5

Conclusão

A Way Out é de longe um dos jogos mais divertidos dos últimos tempos. Com uma proposta ousada e que funcionou perfeitamente, ele revive o co-op de tela dividida que unia amigos e familiares quando os videogames não eram reféns da modalidade online. Mesmo com gráficos não tão admiráveis, o game consegue unir jogadores lado a lado mostrando a todos que partidas cooperativas não precisam ser apenas online.

Fonte: Techtudo

Amante de jogos digitais e estudante de Marketing, criei esse site para compartilhar toda a minha experiencia em games com as novas gerações.